sexta-feira

I can not be saved


a existência demoníaca do meu olhar a alimentar a imortalidade. ruidosamente.

fio de prumo do teu corpo retalhado. púrpuro ______ intocável em rios de palidez lenta. e um dia o mar eterno dos teus olhos fez-se eterno na terra do nunca. empurrando pequenas gotas de água pela pele __________ rente ao peito em ferida, asa partida, neve caída.

Vertiginosamente.


_______________ anéis de fumo de um cigarro esquecido entre os dedos de tocar piano. 

Em si.bemol, adentro-me em ti rumo ao cântico final.