quinta-feira

Lado a lado


sinto na pele o teu toque de ramos hostis
que me ferem a carne
em golpes sem misericórdia de coroas de espinhos
que piso
descalça
pelas tuas mãos de juiz implacável



Sem comentários: